A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (17) que o homicídio de George Gomes da Silva Júnior, ocorrido no início de outubro, foi esclarecido. Conhecido como “Touro”, George foi morto em frente à oficina em que trabalhava, na Mata do Rolo.

Segundo o delegado Lucimério Campos, os policiais do 24º Distrito descobriram informações sobre a identidade do autor e as circunstâncias do crime, que levaram a investigação até José Sérgio Gomes da Silva, de 61 anos, conhecido como “Zito” e ex-colega de trabalho da vítima.

Lucimério informou que Zito foi intimado e, ao ser interrogado, confessou o crime. Ele relatou que trabalhou com George durante 12 anos e que resolveu mata-lo porque acreditava que “Touro” seria responsável pelo acidente de trânsito que matou seu filho, Jackson Diego Oliveira da Silva, em abril deste ano, na BR-104.

De acordo com a polícia, as investigações revelaram que no dia do crime, Zito esperou George na frente da oficina e desferiu contra ele seis tiros, fugindo em seguida para sua residência. George foi socorrido e encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

“O inquérito policial se encontra em fase final de diligências e será encaminhado ao Ministério Público de Rio Largo para que a Promotoria se manifeste sobre a representação policial que pede a imposição de medidas cautelares em desfavor do autor confesso do crime”, explicou o delegado

O caso seguirá para decisão do Juiz da 3ª Vara Criminal de Rio Largo.

TRIBUNA HOJE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here