Geraldo Luís voltou com o Domingo Show todo reformulado no último final de semana na Record. A atração voltou a ser ao vivo, a ter plateia e maior duração. A intenção da direção da emissora paulista e voltar a briga pela liderança no horário e se distanciar de vez do SBT, o que ainda não conseguiu.

Durante a entrevista coletiva na semana passada para falar do assunto, Geraldo foi questionado sobre a rivalidade com os concorrentes diretos, Celso Portiolli com o Domingo Legal e Eliana com o programa Eliana ambos no SBT, e falou o que pensa sobre eles.

“Eu só aprendo com essas pessoas. Cada um com seu talento, sua capacidade. Agora, é uma guerra saudável, eles vão ter que mostrar o melhor deles e a gente vai dar trabalho“, comentou o apresentador da Record, que ainda ficou em 3º lugar na média mesmo com todas as mudanças.

RECORD COLOCA AUTOR DE ESCANTEIO

A Record atualmente exibe duas novelas inéditas, mas nenhuma consegue alcançar índices satisfatórios ou que estejam próximos aos apresentados pela teledramaturgia do canal em um passado recente. Se não bastasse isso, o canal prioriza agora produções bíblicas, o que resultará, muito provavelmente, na não renovação do contrato de um famoso autor.

De acordo com informações publicadas pelo jornalista Flávio Ricco, do UOL, o contrato do veterano Marcílio Moraes termina no dia 31 de julho e, até agora, não existe nenhuma movimentação do canal paulista para renová-lo. Ele até apresentou um projeto ao canal recentemente, Pigmaleão do Brejo, mas não vingou.

Tendo iniciado sua carreira na Globo, ele escreveu novelas e minisséries no canal até o ano de 2002, quando finalmente se desligou da emissora. Em 2005, foi contratado pela Record e já começou muito bem, atingindo índices satisfatórios para o padrão da época com Essas Mulheres, que foi recentemente reprisada pelo canal.

Mas os maiores feitos do autor na emissora de Edir Macedo vieram depois. Isso porque ele foi o autor de um dos maiores sucessos da casa, Vidas Opostas, que revolucionou na época ao ser ambientada em uma favela. A novela repercutiu bastante, o que garantiu a sua permanência no time de contratados da Record por um bom tempo.

Além disso, Marcílio também escreveu a série de maior sucesso da emissora até aqui: A Lei e o Crime. A última produção do autor na Record foi Plano Alto, que foi ao ar em 2014 e tinha como temática principal a política. De lá até aqui, permaneceu na geladeira esperando uma nova oportunidade, que nunca chegou.

O autor, dessa forma, se juntou a outros contratados que permaneciam fora do ar, como Carlos Lombardi (Pecado Mortal) e Cristiane Fridman. A última, no entanto, se deu bem e está atualmente no ar com as duas novelas inéditas da casa: Jezabel e Topíssima.

Como a trama contemporânea escrita pela autora não vem dando certo, as chances de o canal continuar investindo no setor é praticamente nula, diminuindo assim as chances de trazer esses autores da “geladeira” para o ar. Resta apenas, portanto, a não renovação dos contratos quando eles forem concluídos.

TV FOCO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here