Após prestar depoimento à delegada Rosimeire Vieira, na manhã desta sexta-feira (23), Antonio Cicchelli, irmão do italiano Carlo Cicchelli – morto ainda no mês de setembro – esteve no início da tarde de hoje na sede do IML da Capital, acompanhado por um cunhado e pela representante do consulado da Itália em Alagoas para receber os restos mortais da vítima.

A equipe do Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima concluiu hoje o laudo de exame cadavérico feito nos restos mortais do italiano e concluiu que a causa de morte foi agressão por arma branca. Os laudos de identificação e cadavérico serão encaminhados para a Delegacia

Os restos mortais de Carlo Cicchelli deram entrada no IML da Capital no dia 05 de novembro, sendo identificado como o corpo do italiano no último dia 14. Apesar do estado avançado de esqueletização do corpo, durante o exame de necropsia, os peritos médicos legistas conseguiram localizar uma das lesões que levaram a vítima a morte.

“Encontramos uma lesão entre o 7º e 8º arcos costais do lado direito, com impregnação sanguínea, compatível com lesão provocado por instrumento perfuro cortante. O ferimento foi encontrado na região hipocôndrio direito, a nível do fígado”, afirmaram os peritos médicos legistas Avelar Holanda e Kleber Santana.

de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), responsável pela investigação do caso.

ALAGOAS 24 HORAS

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here