Existem diversos tipos de massagens terapêuticas, assim como diferentes classificações das mesmas. É importante saber que a utilidade das massagens reside no tratamento de transtornos corporais, e que podem ser extremamente eficientes para reduzir a dor.

Uma massagem é uma manipulação de tecidos moles que consiste em realizar uma ação rítmica e com intensidade adequada sobre alguns pontos corporais. A manipulação pode ser realizada sobre camadas superficiais de tecidos ou sobre camadas profundas.

A etimologia da palavra «massagem» revela sua condição. Em árabe diz-se mass: esfregar com suavidade; o vocábulo grego é massein: esfregar; enquanto que no idioma hebreu denomina-se como mashec: tatear.

Nesse artigo falaremos somente sobre os tipos de massagens terapêuticas. Contudo, antes de classificá-las, veja quais são seus efeitos no corpo humano.

Efeitos das massagens terapêuticas no corpo

Em geral, não há contraindicações para as massagens, salvo condições específicas que podem impedir realizar certas manobras. Além disso, dentro dos diferentes tipos de massagens terapêuticas, será indicada uma modalidade ou outra em razão do que seja mais conveniente.

Por sua vez, é um erro pensar que as massagens somente são usadas para ajudar no tratamento de doenças musculares. Os benefícios das massagens terapêuticas são físicos e psicológicos também. Inclusive, pode-se combinar dois ou mais tipos de massagens no mesmo tratamento para conseguir melhorias em tecidos desiguais.

Alguns dos benefícios das massagens terapêuticas são:

Desenvolvimento dos músculos
Distensão de músculos tensionados
Flexibilização dos tecidos a longo prazo
Reduz a dor
Sensação de bem-estar geral
Melhora da circulação sanguínea e linfática

Descubra ademais: Conheça 6 exercícios de alongamento

Tipos de massagens terapêuticas
Massagem por ponto-gatilho

Ainda que a classificação das massagens seja variada, aqui apresentaremos uma geral que as descreve de acordo com a mecânica na qual são realizadas:

Atrito-deslizamento
Amassamento
Fricções
Compressão
Percussão
Vibrações

Veja cada uma em detalhes:
Atrito-deslizamento

Consiste no atrito uniforme e lento de uma área corporal. Pode-se realizar de forma longitudinal ou em forma circular. Além disso, é muito importante que não se deslizem outros tecidos que não sejam os necessários para o tratamento.

Uma variedade é o atrito profundo. Em suma, utiliza-se para descontraturar e para trabalhar sobre a circulação sanguínea e linfática. Para o efeito circulatório, a massagem busca incentivar o retorno venoso que muitas vezes está retido.

Em sua variante superficial, o atrito-deslizamento pode aumentar a circulação superficial nos tecidos externos como a pele, assim como favorecer a regeneração dérmica.
Amassamento

É um dos tipos mais energéticos, junto com a percussão. O amassamento busca desgrudar os tecidos superficiais dos profundos, assim como provocar deslocamento das fibras musculares.

É uma técnica que combina movimentos de desdobramento, torção e alongamento. Tudo realizado ritmicamente. Ainda mais, o amassamento é utilizado para eliminar substâncias tóxicas dos tecidos, para favorecer a nutrição dos músculos e provocar relaxamento muscular. Quando realizada profundamente, o amassamento pode aumentar a capacidade contrativa do músculo.
Fricções

Os movimentos dessa técnica são breves. Para consegui-los, deve-se tentar realizar uma pressão controlada, por isso que o terapeuta usa as pontas dos dedos normalmente. É muito frequente que sua aplicação seja usada para massagem das articulações.
Maasagem esportiva

As massagens terapêuticas têm efeitos benéficos sobre as articulações.

Se os tecidos articulares, por exemplo, têm aderências, as fricções separam os tecidos, o que as fazem ter também utilidade analgésica. Outro efeito vinculado ao anterior é o de aumentar a circulação na área onde são realizadas as massagens.

Pode te interessar ler: A circulação nas pernas: os 6 melhores exercícios para ativá-la

Compressão

Esta técnica é estática, por isso que não há deslocamento sobre os tecidos. Em suma, durante meio minuto, ou um minuto completo, o terapeuta manterá a compressão na área sem movimento para os lados.
Percussão

Dentro dos diferentes tipos de manobras terapêuticas, junto como o amassamento, esta é uma das mais energéticas. Tem duas formas: as batidas e “cortadas”.

As batidas são realizadas com as palmas das mãos posicionadas de forma côncava, o que produz um som característico ao aplicar a técnica. Por outro lado, as “cortadas” são feitas com a borda cubital das mãos, a pressão constante e com alta energia, sem perder contato entre o terapeuta e a pele.

A percussão aumenta a circulação da zona tratada, traz nutrição ao músculo, aumenta a contratilidade muscular e normaliza o tônus. Como resultado desses efeitos, também se considera uma massagem estimulante, que melhora o bem-estar geral da pessoa.

Massagens terapêuticas com vibrações

Os movimentos dessa técnica são curtos e ritmados. As mãos se encontram em contato constante com a pele e os antebraços do terapeuta realizam contrações estáticas criando vibração. No entanto, o terapeuta costuma sofrer cansaço rapidamente ao realizar esta manobra.

Entre seus efeitos se encontram o relaxamento muscular, a estimulação da circulação e o desprendimento das secreções pulmonares para pacientes que se encontram com quadros respiratórios.

Então, você conhecia estas massagens terapêuticas? Como pode ver, seus benefícios vão muito além de apoiar a reabilitação muscular. Caso deseje experimentar uma sessão, não hesite em consultar com um especialista para determinar qual é a melhor opção.

R7.COM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here