O 1º Congresso Internacional dos Tribunais de Contas (CITC) foi instalado nesta manhã, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O CITC é organizado de forma inovadora e colaborativa, num processo de união entre a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil – Atricon (XXX Congresso dos Tribunais de Contas do Brasil) o Instituto Rui Barbosa (IRB) (V Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas); o Tribunal de Contas do Estado do Paraná – TCE P; a Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) e Associação Brasileira de Tribunais de Contas dos Municípios (Abracom).

O Tribunal de Contas do Estado de Alagoas está representado pelo seu presidente Otávio Lessa, a vice-presidente Rosa Albuquerque e pelos conselheiros Fernando Toledo, Anselmo Brito, Maria Cleide; e os conselheiros substitutos Sérgio Maciel e Ana Raquel. Presença também dos Procuradores do Ministério Público de Contas Ênio Pimenta, Rafael Rodrigues de Alcântara e Ricardo Schneider. A Diretoria de Comunicação está representada pelos seus diretor e diretor-adjunto Geraldo Câmara e Valtenor Leôncio, e por Fábio Novaes.
.
O presidente Otávio Lessa participará também da reunião do Colégio Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas. E o conselheiro Rodrigo Cavalcante, Encontro Nacional das Ouvidorias.
.
O diretor de Comunicação do TCEAL, Geraldo Câmara falou para a comunidade de comunicação,na presença do presidente da Atricon, Fábio Nogueira, sobre o acordo assinado para integração nacional dos TCs, através da Tv Cidadã. O diretor adjunto, Valtenor Leôncio, falou também, apelando para que fossem enviadas matérias para o Jornal da Atricon, que está divulgando o trabalho dos TCs na área da fiscalização das verbas públicas, para todo Brasil e para o mundo pelo sistema streaming.

O evento conjunto permitirá o compartilhamento das agendas e a otimização de recursos humanos e materiais, demonstrando, mais uma vez, que o sistema de Contas está atento às novas técnicas administrativas, aos avanços tecnológicos e sensível às demandas da sociedade em relação ao trato do dinheiro público.

ASCOM/TCE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here