k

A prática regular de atividade física vai além da preocupação com a saúde, já que o esporte também transforma vidas. E foi com este objetivo que a Prefeitura do Pilar promoveu, nesta terça-feira (12), um aulão com estudantes da rede municipal no maior complexo esportivo de Alagoas, onde cada jovem teve a oportunidade de conhecer as modalidades ofertadas no espaço com mais de 40 quilômetros quadrados.

Não faltam opções. Afinal, o equipamento erguido com recursos próprios reúne piscina de 25 metros e oito raias, arquibancada coberta, ginásio poliesportivo, octógono para as lutas e artes marciais, quadra de areia para vôlei e futevôlei, quadra de tênis, campo de Fut7 e pista de atletismo com piso sintético, oito raias e corredor de saltos horizontais.

Pilarense e educador físico, Geovanni Alan é instrutor de tênis e não esconde a satisfação em poder ensinar uma modalidade ainda pouco conhecida na periferia dos grandes centros urbanos e em cidades do interior.

“Eu jogo tênis há dois anos e, hoje, tenho o prazer de poder transmitir o que aprendi para as crianças do lugar onde moro. Busco fazer com que elas cresçam praticando um esporte, ainda que não sonhem se tornar atletas. O mais importante é socializar, valorizar a disciplina e fazer deste espaço uma extensão da escola”, avaliou o professor.

Nesta terça, 320 alunos da rede municipal participaram de um circuito para conhecer cada uma das 14 modalidades: atletismo, natação, ginástica rítmica, jiu-jitsu, luta olímpica, judô, tênis de quadra, futebol society, vôlei de areia, futevôlei, futsal, voleibol, basquetebol e handebol.

Diretor pedagógico do complexo, Rogério Barros conta que os alunos foram divididos em grupos e acompanhados pelos instrutores durante as estações. “Cada estação teve duração de 30 minutos, para que eles pudessem conhecer, na prática, todas as modalidades. O intuito foi gerar o interesse do estudante pela atividade física. Alguns deles, inclusive, sequer conheciam a luta olímpica, por exemplo”, explicou o diretor, acrescentando que o complexo serve não apenas aos pilarenses, “mas também à população alagoana em geral e aos atletas de alto rendimento”.

Prefeito do Pilar, Renato Filho, por sua vez, reforçou a importância do complexo no sentido de garantir uma formação integral do indivíduo. “Queremos que o aluno escolha aquela modalidade que mais lhe agrada, já fazendo uma pré-matrícula. Todos os mais de oito mil alunos da rede municipal vão participar desta ação. Sempre enxergamos o esporte enquanto instrumento de inclusão social, e não é à toa que construímos o maior complexo esportivo do estado”, disse o gestor.

Pilarense campeã

O complexo esportivo do Pilar também já se tornou, inclusive, um centro de formação de atletas. Uma delas é a pilarense Gleyci Kelly dos Santos, que, nesse final de semana, foi 6ª colocada na prova dos 800 metros da Copa Brasil de Atletismo. A competição aconteceu em Bragança Paulista-SP e reuniu 54 atletas de sete estados.

“Estou muito feliz pelo resultado porque disputei com as melhores do país. É muito gratificante poder representar à altura o meu estado e minha cidade”, afirmou Gleyci, que, hoje, realiza parte dos treinamentos no complexo esportivo do Pilar, onde também conta com o apoio do presidente da Federação Alagoana de Atletismo, Mahebal Vasconcelos.

Agora, Gleyci já mira outras competições que estão por vir. “Vou disputar o Troféu Norte-Nordeste no mês que vem, quando vou defender o meu posto de tetracampeã. Depois será a vez do Troféu Brasil, que é a maior competição da América do Sul e acontece em junho, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro”, contou a velocista, acrescentando que o Pilar “ainda vai revelar grandes atletas para o Brasil”.

“Este espaço é um celeiro de talentos. Podemos, muito em breve, descobrir novas ‘Gleicys’. Torço muito por isso”, emendou.

*Redação Alagoas Alerta com Assessoria

(Imagem: Assessoria )