A juíza federal
Gabriela Hardt, que assumiu os inquéritos da Lava Jato em Curitiba,
mandou confiscar o sítio em Atibaia ao qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado por se beneficiar de reformas de quase R$ 1 milhão na propriedade, pagos pelas empreiteiras Odebrecht, OAS e Schain.

“Diante disto, não vislumbrando como realizar o decreto de
confisco somente das benfeitorias, decreto o confisco do imóvel,
determinando que após alienação, eventual diferença entre o valor das
benfeitorias objeto dos crimes aqui reconhecidos e o valor pago pela
totalidade do imóvel seja revertida aos proprietários indicado no
registro.”

O sítio está no nome do empresário Fernando Bittar, mas era frequentado por Lula e sua família.

NOTÍCIAS AO MINUTO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here