Um ato público acontece na manhã deste sábado (28) em protesto ao racismo sofrido por um jovem de 19 anos, no supermercado GBarbosa, localizado na Feirinha do Tabuleiro na parte alta de Maceió. Rapaz foi espancado sob a suspeita de furtar um aparelho celular no estabelecimento.

Vítima teria sido abordada por um homem que se dizia policial, que o levou a uma sala onde foi agredido, filmado e obrigado a confessar que havia furtado o aparelho para que não sofresse mais agressões.

O protesto é promovido pelo Movimento União da Juventude Rebelião (UJR) como forma de cobrar justiça pelo episodio ocorrido no último dia 21, um dia após a celebração da Consciência Negra (20), feriado estadual em Alagoas.

Os manifestantes seguram faixas e cartazes com frases de efeitos, como: “Vidas negras importam” e “GBarbosa, racismo e tortura é crime”.

Fonte: Tribuna Hoje

↑ Fotos: Cortesia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here