A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) terá dois velhos conhecidos da entidade municipalista como presidente nos próximos dois biênios. Para o biênio 2021-2022, o prefeito de Cacimbinhas, Hugo Wanderley (MDB), foi escolhido como presidente e o prefeito de Maragogi, Fernando Sérgio Lira (PP), como vice.

A eleição, definida já na noite da última segunda-feira (11), também já definiu a direção de 2023-2024, a prefeita de Feliz Deserto, Rosiana Beltrão (PP), como presidente e a prefeita de Senador Rui Palmeira, Jeane Moura (MDB), como vice-presidente. O consenso entre o MDB e o PP foi fator determinante para que os pleitos tivessem apenas uma chapa concorrendo.

Esta é a terceira vez que Hugo Wanderley é eleito presidente da AMA. A primeira vez foi em 2017 e a segunda em 2019, mas este ele dividiu o mandato com a ex-prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira (PP), após acordo entre o MDB e o PP.

À Tribuna, Hugo destacou que foi uma eleição tranquila e que mais uma vez demonstrou a maturidade e unidade dos membros da AMA.

“É isso que torna a Associação dos Municípios Alagoanos forte e reconhecida nacionalmente”.

Hugo ressaltou ainda o sentimento de gratidão pela confiança dos prefeitos e prefeitas em conduzir ele mais uma vez para o cargo de presidente da AMA. Ele pontuou que dará segmentos a importantes discussões em sua gestão, como por exemplo o plano de vacinação da covid-19 e o retorno das aulas.

“Vamos continuar realizando também a capacitação dos técnicos municipais que a AMA faz de forma gratuita e também iremos focar o trabalho da pauta prioritária que tramita no Congresso Nacional. A ama tem um papel fundamental de interlocução com o governo do estado, com a bancada federal e vamos dá prosseguimento a esse trabalho e é um desafio muito grande pois ainda estamos passando pela pandemia e vamos ter que nos reinventar e seguir firmes para que a gente possa trabalhar pela melhor qualidade de vida das pessoas e dos municípios”.

Para Rosiana Beltrão, que presidiu a AMA de 2003 a 2006, Alagoas não pode mais ficar de fora das pautas nacionais.

“A gente já vem lutando há vários anos, principalmente em Brasília, onde a gente já tem um espaço muito grande na Confederação Nacional de Municípios [CNM] e vamos continuar representando Alagoas. Alagoas não dá mais para ficar de fora das pautas nacionais, muitas questões nasceram dentro da AMA, tenho certeza que continuaremos sendo destaque na defesa do municipalismo”.

Além da eleição da AMA, os consórcios também fizeram suas eleições. Para o Consórcio para o Desenvolvimento da Região do Ipanema (Condri), com 17 votos, o prefeito de Dois Riachos, Ramon Camilo (MDB) foi eleito presidente. No Consórcio Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos (CIGRES) – Região da Bacia Leiteira, também com 17 votos, o prefeito de Major Isidoro, Theobaldo Cintra (PP) foi eleito presidente. Já para o Consórcio Público para Gestão da Energia Elétrica e Serviços Públicos de Alagoas (CIGIP/AL) foi eleito para o biênio 2021-2022, o prefeito de Carneiros, Geraldo Agra (MDB), e para o biênio 2023-2024 o prefeito de Capela, Adelmo Calheiros (MDB), ambos com 68 votos.

Fonte: Tribuna Independente / Carlos Victor Costa

(Foto: Assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here