As declarações do presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, sobre a morte do policial civil Jorge Vicente Ferreira Júnior, ocorrida em janeiro, renderam manifestações de repúdio por parte de integrantes da Polícia Militar de Alagoas.

Na manhã desta segunda-feira (15), o presidente em exercício da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Alagoas (ACS/AL), Cabo Willian Cardoso, reforçou os detalhes sobre o corrido.

Conforme Cardoso, os policiais militares foram acionados para uma ocorrência com a descrição de que uma pessoa com sinais visíveis de embriaguez estava efetuando disparos de arma de fogo na região da praia de Riacho Doce, o que levou também a uma troca de tiros com um policial militar que estava de folga, e que teria tentado conter a conduta ilícita do policial civil. “Por ocasião do atendimento à ocorrência, os policiais militares estavam desempenhando suas funções ostensivas de policiamento, ou seja, eles exerciam as funções para as quais estavam designados. Em virtude da conduta ilícita do policial civil, que chegou a disparar sua arma de fogo contra as guarnições militares, houve a necessidade de pronta intervenção dos policiais militares, culminando com a neutralização do risco”, assegurou Cardoso ao ratificar que só foi constatado que se tratava de um policial civil após o ocorrido.

O presidente em exercício da associação acrescentou que os policiais militares que participaram da ocorrência são reconhecidos na corporação alagoana. “São policiais reconhecidos, principalmente, por suas forças abnegadas, eficientes e zelosas. A ACS/AL repudia veementemente as prisões dos policiais militares, ao passo em que exige que haja uma apuração isenta e imparcial”, frisou.

Diante do exposto, o Cabo Cardoso convida a tropa e a sociedade civil para uma manifestação pacífica em repúdio à prisão temporária dos militares, que se encontram na sede da Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Melo. A manifestação será na próxima quinta-feira, dia 18, às 10 horas, em frente à Academia no bairro do Trapiche da Barra.

Fonte: Assessoria
(Foto: Ascom PC/AL – iluistração)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here